História do Padel

historia do padelO padel (ou pádel ou paddle) é uma das modalidades desportivas com história mais curta. Nasceu na década de 1970, depois de uma viagem do espanhol Alfonso de Hohenlohe ao México, em 1974, onde o seu amigo Enrique Corcuera havia criado uma derivação do ténis que o entusiasmou muito. Regressado à Europa, Hohenlohe dedicou-se a melhorar as regras do jogo, e construiu as duas primeiras pistas em Espanha, no Marbella Clube.

No ano seguinte (1975), o milionário argentino Júlio Menditengui também gostou tanto desta espécie de ténis que conseguiu fazer do padel o segundo desporto mais praticado no seu país, logo após o futebol, com mais de dois milhões de atletas e dez mil pistas construídas. Entretanto, este desporto alastrou-se por toda a América Latina, e também chegou aos EUA e Canadá.

Em Portugal, só nos finais dos anos 90 o padel ganha alguma expressão, com a construção de dois campos no Clube de Ténis de Vila Real de Santo António e três campos na Quinta da Marinha Clube de Ténis. O primeiro de todos tinha sido edificado pouco tempo antes, na capital, no Lisboa Racket Centre.

NOTA:
O padel pode reclamar as suas origens nas tentativas feitas desde finais do século XIX, com os marinheiros ingleses a tentarem adaptar o ténis às condições exíguas dos navios, em alto-mar.

Como se joga

Historia do PadelSemelhante ao ténis, o padel joga-se num campo rectângulo de dez metros de largura por vinte metros de comprimento, dividido por uma rede com 90 centímetros de altura. A grande diferença é que existem paredes atrás dos jogadores e redes metálicas nas laterais, que funcionam como tabelas. O piso poderá ser de cimento poroso, materiais sintéticos ou relva artificial, de cor verde, azul ou terracota.

A bola é de borracha, com superfície uniforme, branca ou amarela, com diâmetro entre 6,35 e 6,77 centímetros e entre 56,0 e 59,4 gramas. As raquetas têm 45,5 centímetros de comprimento, 26 de largura e 38 milímetros de espessura, perfuradas por buracos de nove a treze milímetros de diâmetro, cada um, em toda a zona central. É obrigatório a utilização no punho da raquete de uma corda ou correia para prender ao pulso, como protecção contra acidentes.

O serviço é feito para os espaços demarcados (tal como no ténis) e o sistema de pontuação também é semelhante à modalidade de que deriva. A lógica do jogo é a mesma do ténis, alternando os elementos do par, com a «vantagem» de poder deixar a bola bater numa tabela depois de tocar no solo (onde também só pode bater uma vez). São permitidos vóleis (devolver a bola para o meio-campo adversário sem a deixar tocar no seu meio-campo), excepto no serviço.

Em 1992, nas instalações da Expo de Sevilha realizou-se o primeiro campeonato do mundo com a participação de onze países da América e da Europa.