2017 – 26º FARO FUTURE PORTUGAL (4 a 12 de Março)

2017 – 25º FARO FUTURE PORTUGAL (4 a 12 de Março)

Pelo 25º ano consecutivo o nosso clube organizou o torneio de 15 mil dólares “Faro Future” que contou para o ranking mundial ATP entre os dias 4 e 12 de Março.

Os jogos decorreram diariamente entre as 9h e as 19h e tiveram entrada livre.

Ver resultados

Quadro Qualificação Singulares

Quadro Principal Singulares

Quadro Principal Pares

9 DE ABRIL 26º TORNEIO INTERNACIONAL DE TÉNIS “FARO FUTURE – PORTUGAL 2”

«Futures» de Faro na RTP 2

A RTP exibiu o compacto do Faro Future Portugal 2. Pode ver a noticia no seguinte link.

4 DE ABRIL 26º TORNEIO INTERNACIONAL DE TÉNIS “FARO FUTURE – PORTUGAL 2”

«Futures» de Vale do Lobo, Faro e Loulé na RTP 2

A RTP exibe no domingo os compactos do Vale do Lobo Open, Faro Futures Portugal 2 e Loulé Futures Portugal 3.

A retrospetiva do “Future” da Vale do Lobo Tennis Academy será exibida a partir das 15.20 horas, enquanto o resumo da prova do Centro de Ténis de Faro terá apresentação após as 15.42 horas.

O compacto do Loulé Futures Portugal 3, que completou a série de torneios no Algarve, será emitido a partir das 16.05 horas.

Noticia site FPT

12 DE MARÇO 26º TORNEIO INTERNACIONAL DE TÉNIS “FARO FUTURE – PORTUGAL 2”

Decorreu de 1 a 12 de março, nos courts de ténis do Centro de Ténis de Faro, o 26º Faro Future Portugal 2 de ténis.
Este torneio continua a crescer de ano para ano, tendo este ano sido batido mais um record de jogadores inscritos, com um pré qualifying de 72 jogadores + um qualifying de 128 e um quadro principal de 32 jogadores, para além do publico que diariamente vinha assistir aos jogos de ténis de elevado nível.
O Centro de Ténis de Faro, em 2018 vai continuar a trazer a Faro, o melhor ténis do mundo, e que para isso, gostaria de contar com o apoio da comunicação social, como até aqui.
Este torneio foi visto diariamente, durante 8 dias, para todo o mundo através do Livestreaming, além de ter a presença da RTP 2 no dia da final.
Em anexo estão as fotos da entrega de prémios aos finalistas de pares e singulares.
Um grande abraço e muito obrigado.
José Rosa Nunes
(Presidente CTF)

11 DE MARÇO 26º TORNEIO INTERNACIONAL DE TÉNIS “FARO FUTURE – PORTUGAL 2”

João Domingues falha final em singulares

João Domingues falhou a presença na final em singulares do Faro Future Portugal 2, evento do circuito profissional da ITF, pontuável para o “ranking” ATP.

Domingues, terceiro favorito, não conseguiu vencer no encontro das meias-finais, concluído pelo austríaco Lucas Miedler, sexto cabeça de série, com os parciais de 76 (5) e 6-2, em duas horas e um minuto.

Noticia site FPT

10 DE MARÇO 26º TORNEIO INTERNACIONAL DE TÉNIS “FARO FUTURE – PORTUGAL 2”

João Domingues mais forte do que João Monteiro

João Domingues foi mais forte do que João Monteiro, nos quartos de final em singulares do Faro Future Portugal 2, evento inscrito no calendário do circuito profissional da ITF.

Domingues, terceiro favorito, esgotou três horas e quatro minutos para afastar João Monteiro, pelos parciais de 4-6, 6-4 e 7-5.

O austríaco Lucas Miedler, sexto tenista mais cotado a competir no Centro de Ténis de Faro, será o opositor de Domingues.

Noticia site FPT

9 DE MARÇO 26º TORNEIO INTERNACIONAL DE TÉNIS “FARO FUTURE – PORTUGAL 2”

Dupla Frederico Gil/Felipe Cunha e Silva semifinalista

A dupla Frederico Gil/Felipe Cunha e Silva é semifinalista no Faro Future Portugal 2, prova do circuito da federação internacional.

Frederico Gil e Felipe Cunha e Silva fechou os quartos de final com um triunfo sobre Nuno Deus e o espanhol Carlos Gomez-Herrera, por 6-3 e 6-2.

Noticia site FPT

João Domingues e João Monteiro seguem em frente

João Domingues e João Monteiro seguiram em frente no quadro principal de singulares do Faro Future Portugal 2, do circuito profissional da ITF.

Na segunda ronda, João Domingues, terceiro favorito, venceu o britânico James Marsalek, por 7-6 (3) e 6-2, enquanto João Monteiro levou a melhor sobre Luís Faria, por 6-1 e 6-0.

Noticia site FPT

Deus com percurso interrompido pelo primeiro favorito

Nuno Deus teve o percurso no quadro principal de singulares do Faro Future Portugal 2 interrompido pelo primeiro favorito.

No encontro da segunda ronda, Nuno Deus consentiu os parciais de 6-1 e 6-0 ao belga Yannick Mertens.

Nesta quinta-feira, João Domingues enfrenta o britânico James Marsalek e João Monteiro tem recontro marcado com Luís Faria.

A seguir a este último embate entre portugueses, Felipe Cunha e Silva e Frederico Gil confrontam Nuno Deus e o espanhol Carlos Gomez-Herrera, nos quartos de final.

Noticia site FPT

8 DE MARÇO 26º TORNEIO INTERNACIONAL DE TÉNIS “FARO FUTURE – PORTUGAL 2”

João Domingues e Nuno Deus começam a vencer

João Domingues e Nuno Deus começaram a vencer no Faro Future Portugal 2, prova do circuito profissional da ITF, pontuável para o “ranking” ATP.

Domingues avançou para a segunda ronda com um triunfo sobre Felipe Cunha e Silva, por 5-7, 6-3 e 6-1, enquanto Nuno Deus levou de vencida o ucraniano Marat Deviatiarov, por 6-3 e 6-4.

Frederico Gil, oitavo cabeça de série, foi eliminado pelo espanhol Andrés Artunedo-Martinavarr, pelos parciais de 6-4 e 6-1.

Noticia site FPT

João Monteiro e Luís Faria vencem

João Monteiro e Luís Faria ganharam nos embates da primeira ronda do quadro principal de singulares do Faro Future Portugal 2, prova do circuito profissional da ITF, a decorrer até domingo, no Centro de Ténis de Faro.

Em uma hora e sete minutos, João Monteiro seguiu em frente, após 6-4 e 6-0 aplicados ao espanhol Pablo Vivero Gonzalez, quinto cabeça de série.

Luís Faria (“wild card”) esgotou uma hora e 36 minutos para eliminar o ucraniano Oleg Prihodko (“lucky loser”), por 7-6 (1) e 6-2.

Nesta quarta-feira, Felipe Cunha e Silva joga com João Domingues, Nuno Deus enfrenta o ucraniano Marat Deviatiarov e Frederico Gil confronta o espanhol Andrés Artunedo Martinavarr.

Noticia site FPT

7 DE MARÇO 26º TORNEIO INTERNACIONAL DE TÉNIS “FARO FUTURE – PORTUGAL 2”

Pares Gil/Cunha e Silva e Deus/Herrera vencem

Os pares Frederico Gil/Felipe Cunha e Silva e Nuno Deus/Carlos Gomez-Herrera (Espanha) venceram na primeira ronda do Faro Future Portugal 2.

Frederico Gil e Felipe Cunha e Silva superiorizaram-se a Gonçalo Falcão/Romain Barbosa (Bélgica), por 6-3 e 6-2.

Nuno Deus e o espanhol Gomez-Herrera levaram a melhor sobre Daniel Batista e Daniel Rodrigues, por 6-3 e 6-2.

Tiago Cação e Luís Faria foram igualmente arredados da prova, ao consentirem 6-3 e 6-1 aos brasileiro Carlos Eduardo Severino e Alexandre Tsuchiya, enquanto Francisco Cabral e João Monteiro permitiram um duplo 6-3 ao italiano Erik Crepaldi e ao holandês Mliaan Niesten.

José Ricardo Nunes, que forma dupla com o espanhol Canas Garcia, foi eliminado pelos belgas Germain Gigouunon e Yannick Mertens, por 6-1 e 6-4.

O programa de quarta-feira do Faro Future Portugal 2, do circuito profissional da ITF, reserva os embates em singulares de João Monteiro, Luís Faria, Nuno Deus e Frederico Gil.

No único embate entre portugueses na primeira ronda, Felipe Cunha e Silva defronta João Domingues, terceiro favorito.

Noticia site FPT

Gonçalo Falcão falha presença no quadro principal

Gonçalo Falcão falhou a presença no quadro principal de singulares do Faro Future Portugal 2, competição inscrita no calendário do circuito profissional da ITF.

Falcão teve como opositor Albert Roglan, no encontro da quarta e última ronda do “qualifying” da prova no Centro de Ténis de Faro, que terminou com o triunfo do espanhol, por 6-3, 2-6 e 6-1.

Noticia site FPT

6 DE MARÇO 26º TORNEIO INTERNACIONAL DE TÉNIS “FARO FUTURE – PORTUGAL 2”

Gonçalo Falcão é o único português no «qualifying»

Gonçalo Falcão é o único português a competir no “qualifying” de singulares do Faro Future Portugal 2, prova do circuito profissional ITF, no Centro de Ténis de Faro.

Falcão logrou o triunfo sobre o boliviano Chavez Villapando, por 7-5, 2-6 e 6-4, no encontro da terceira eliminatória.

Francisco Rocha, Diogo Marques e Francisco Oliveira jogaram também o acesso à quarta e última ronda do “qualifying”, mas não conseguiram evitar a eliminação.

Francisco Oliveira foi eliminado pelo espanhol Gomar Monio, por 6-2 e 6-0, Diogo Marques acabou por ceder ante o britânico Tom Farquharson, por 6-3 e 6-0, e Francisco Rocha terminou a participação, após 6-2 e 6-0 impostos pelo italiano Gian Moroni, quarto cabeça de série.

No encontro da segunda ronda, Francisco Cabral consentiu 6-3 e 6-0 ao irlandês Simon Carr.

No quadro principal de singulares, o sorteio determinou que Nuno Deus jogue com Marat Deviatiarov (Ucrânia), que João Monteiro enfrente o espanhol Pablo Vivero Gonzalez, quinto cabeça de série, e que Frederico Gil meça forças com Andrés Artunedo Martinavarr, também de Espanha.

No único embate entre portugueses na primeira ronda, ainda sem se conhecerem os apurados do “qualifying”, João Domingues encara Felipe Cunha e Silva.

Luís Faria aguarda a conclusão do “qualifying” para conhecer o primeiro adversário.

Noticia site FPT

5 DE MARÇO 26º TORNEIO INTERNACIONAL DE TÉNIS “FARO FUTURE – PORTUGAL 2”

Nuno Deus, Cunha e Silva e Luís Faria com «wild card»

Nuno Deus, Felipe Cunha e Silva e Luís Faria foram contemplados com “wild card” para o quadro principal de singulares do Faro Future Portugal 2, o segundo torneio do circuito profissional da ITF no Algarve.

Os três tenistas portugueses juntam-se a João Domingues, João Monteiro e Frederico Gil no quadro principal, ao qual pode ainda aceder Gonçalo Falcão.

O quarto convite foi atribuído ao estónio Kristjan Tanm.

Noticia site FPT

Falcão, Rocha, Marques e Oliveira estão já na ronda três

Gonçalo Falcão, Francisco Rocha, Francisco Oliveira e Diogo Marques estão já na terceira e penúltima eliminatória do “qualifying” de singulares do Faro Future Portugal 2.

Nos embates da segunda ronda, Gonçalo Falcão triunfou sobre o italiano Alexander Weis, com um duplo 6-2, Francisco Rocha venceu o brasileiro João Marcos Nusdeo, por 7-6 (5) e 6-4, Diogo Marques superou Guilherme Valdoleiros, por duplo 7-5, e Francisco Oliveira afastou o australiano Anthony Popyrin, por 7-6 (5), 2-6 e 6-2.

Francisco Cabral pode também atingir a terceira ronda, caso vença o irlandês Simon Carr, na segunda-feira.

Noticia site FPT

Cabral, Marques e Valdoleiros na segunda ronda do «qualy»

Francisco Cabral, Guilherme Valdoleiros e Diogo Marques avançaram para a segunda ronda do “qualifying” de singulares do Faro Future Portugal 2, no Centro de Ténis de Faro, até ao próximo domingo.

Na conclusão da primeira ronda, Francisco Cabral desenvencilhou-se do belga Thomas Brees, por 6-3 e 6-2.

Guilherme Valdoleiros venceu o britânico Marco Wright, por 1-6, 6-2 e 6-4, e Diogo Marques superiorizou-se ao brasileiro Cristhian Cassol, com um duplo 6-2.

O Faro Future Portugal 2 é uma prova do circuito profissional da ITF.

Noticia site FPT

4 DE MARÇO 26º TORNEIO INTERNACIONAL DE TÉNIS “FARO FUTURE – PORTUGAL 2”

Semedo, Portugal, Lourenço, Oliveira e Rocha triunfam

Miguel Semedo, Afonso Portugal, Diogo Lourenço, Francisco Rocha e Francisco Oliveira triunfaram também na ronda inaugural do Faro Future Portugal 2, iniciado neste sábado.

Semedo venceu o espanhol Santiago Plaz, por 6-1 e 7-6 (1), Afonso Portugal levou a melhor sobre o suíço Kilian Davanzo, por 6-3 e 7-6 (8), e Francisco Rocha superou o brasileiro Matheus Moucachen, por 6-2 e 6-0.

Francisco Oliveira levou a melhor sobre Tomás Luís, por 6-2 e 6-0, enquanto Diogo Lourenço eliminou o holandês Stijn Slump, por 2-6, 6-1 e 7-6 (3).

A primeira eliminatória do “qualifying” de singulares da prova algarvia, com um quadro de 128 tenistas, completa-se no domingo.

O Faro Future Portugal 2 é a segunda prova do circuito profissional da ITF em Portugal, neste ano.

Noticia site FPT

Falcão, Nunes e Ferreira vencem na fase prévia

Gonçalo Falcão, José Ricardo Nunes e Gonçalo Ferreira venceram na ronda inaugural do “qualifying” de singulares do Faro Future Portugal 2, prova em superfície “hard”, do circuito profissional da ITF.

Falcão superou o irlandês Peter Bothwell, segundo pré-designado, por 7-6 (2) e 7-5, enquanto José Ricardo Nunes desembaraçou-se de João Pereira, por 6-1 e 6-2.

Gonçalo Ferreira afastou o indiano Sharanraj Yuvaraj, por 6-2 e 6-1.

Mais portugueses jogam ainda neste sábado.

Noticia site FPT

3 DE MARÇO 26º TORNEIO INTERNACIONAL DE TÉNIS “FARO FUTURE – PORTUGAL 2”

Mais de três dezenas de portugueses no «qualifying»

Mais de três dezenas de portugueses iniciam, neste sábado, a participação no “qualifying” de singulares do Faro Future Portugal 2, a segunda prova da série “Futures” no Algarve.

Afonso Portugal, Vasco Rasemann, José von Hafe Perez, Manuel Almeida, Santiago Riveiro Gil, Gonçalo Falcão, João António, João Graça, Miguel Semedo, Tiago Almeida, Francisco Cabral, Daniel Batista, Miguel Neto, Francisco Rocha, Daniel Rodrigues, Tomás Almeida, Tiago Cação, José Ricardo Nunes, João Pereira, Guilherme Sérgio, Bernardo Lemos Gomes, Gonçalo Ferreira, Pedro Estevão, Guilherme Severin, Simão Alves, Guilherme Valdoleiros, Diogo Marques, Tomás Luís, Francisco Oliveira, Diogo Lourenço, David Canavezes, Tomás Soares e Sebastião Vilas vão lutar por um dos oito lugares no quadro principal de singulares.

Noticia site FPT

23 DE FEVEREIRO 26º TORNEIO INTERNACIONAL DE TÉNIS “FARO FUTURE – PORTUGAL 2”

Faro e Montenegro respiram ténis durante 10 dias

O Centro de Ténis de Faro organiza, pelo 25.º ano consecutivo, o torneio internacional de ténis «Faro Future Portugal 2», entre os dias 4 e 12 de março. Com um prize money de 15 mil dólares, a competição conta para o ranking mundial ATP Tour e terá a participação de 160 jogadores de ténis, em representação de mais de 30 países. “A caminhada teve início, em 1992, com o «Ladies Open», prova de 10 mil dólares exclusivas para senhoras. O ténis feminino é mais bonito, tecnicamente, de se ver e não estávamos habituados a ver atletas profissionais daquele nível”, recordou José Rosa Nunes, presidente da direção da entidade, durante a conferência de imprensa de apresentação do torneio.

Seis anos depois, o evento integrou o circuito de satélites de 25 mil dólares, antes de passar, já no novo milénio, para os «Future», de 10 mil dólares, um modelo onde as provas duram apenas uma semana e que atrai mais espetadores. “São três torneios seguidos, o primeiro em Vale do Lobo, depois Faro e, finalmente, em Loulé. Optámos por esta altura do ano por existirem menos torneios na Europa e a maior parte dos jogadores vem ao Algarve, graças às nossas fantásticas condições climatéricas”, explicou o dirigente. “Começamos com mais de 500 inscritos, mas o limite máximo permitido pela Federação Internacional de Ténis (ITF) para os «Future» é de 160 atletas. Para que não ficassem muitos de fora, as organizações das três semanas projetaram um pré-qualifying, onde os respetivos vencedores têm acesso ao quadro principal dos torneios”.

Outra imposição recente da ITF é que os prize-moneys dos «Future» não podem ser inferiores aos 15 mil dólares, o que exigiu um maior esforço financeiro ao Centro de Ténis de Faro, mas José Rosa Nunes destacou a postura da Federação Portuguesa de Ténis que, pela primeira vez, suporta metade dos prémios monetários. Para além desta ajuda, o responsável pelo torneio deixou um agradecimento especial à Câmara Municipal de Faro, que retomou, em 2016, o apoio financeiro a esta instituição, num pacote anual que engloba todas as provas organizadas. “É um apoio fundamental para o clube crescer, não só para os eventos que dinamizamos, mas também para melhorar as instalações”, assumiu.

Parceiro importante é também a Junta de Freguesia do Montenegro, que este ano se juntou à organização do «Faro Future Portugal 2» e duplicou o apoio financeiro, a que se soma outros contributos em termos de logística. José Rosa Nunes fez ainda questão de agradecer à Garrafeira Soares e à Optimax, com o rol de patrocinadores a incluir também o Rialgarve e Hotel Baltum (hotéis oficiais do torneio), Frangaria, Crédito Agrícola, Decathlon e Artengo. “Tudo isto é essencial porque as despesas são avultadas. O torneio precisa de árbitros internacionais e só o orçamento para eles ronda os cinco a seis mil euros. São seis árbitros e o juiz-árbitro do torneio será o farense Marco Romão, que nasceu aqui no clube e, neste momento, é um dos mais conceituados do mundo”, referiu o professor Rosa Nunes.

A ação arranca, então, nos dias 4, 5 e 6 de março, com o qualifying de 128 jogadores, seguindo-se o quadro principal. A final de pares está prevista para as 15h de dia 11 de março e a final de singulares para a mesma hora do dia seguinte e o torneio voltará a ter a cobertura da RTP2. “A televisão é um custo pesado, e suportado por nós, mas é fundamental para dar visibilidade aos nossos patrocinadores e para divulgar Faro e Montenegro durante a competição. Haverá ainda o livestreaming e qualquer pessoa, esteja onde estiver, pode ver os jogos dos campos 1 e 2, ao vivo”, revelou o presidente do Centro de Ténis de Faro, que falou ainda das receitas provenientes das apostas online. “Os árbitros de cadeira estão a dar, em tempo real, os resultados de todos os jogos e as apostas têm vindo a crescer de ano para ano. É uma verba que nos ajuda a cobrir as taxas de inscrição do torneio, porque temos que pagar 10 por cento do prize-money à ITF, ou seja, 1500 euros, mais 100 euros para a Federação Portuguesa de Ténis”.

Feitas as contas, o «Faro Future Portugal 2» é um torneio caro, mas que se paga a ele próprio, assegurou José Rosa Nunes, daí não haver receio em continuar a investir nele. “Fazemos à volta de 20 eventos ao longo do ano, todos têm a sua importância, desde os sociais aos oficiais, mas este é o internacional com maior responsabilidade”, reconheceu José Rosa Nunes. “Cada atleta deixa mais de 100 euros por dia no concelho e normalmente não vêm sozinhos, trazem o treinador, o pai ou a mãe, outros trazem namoradas ou amigos. Não é de admirar que, mal o torneio acaba, o comércio e a restauração local nos perguntem logo quando começa o próximo”, acrescentou o dirigente.

Presente da conferência esteva Paulo Santos, vice-presidente da Câmara Municipal de Faro, que enalteceu o contributo que a instituição tem dado, ao longo da sua existência, para a promoção do desporto no concelho. “O «Faro Future» é a grande montra internacional, mas há que louvar o constante empenho, dedicação e profissionalismo do Centro de Ténis de Faro, junto de todos os escalões etários. Quanto ao evento em concreto, são 10 dias com uma enorme afluência de pessoas, o que faz com que toda a economia local mexa, ainda por cima numa altura de época baixa”, salientou. “O Professor Rosa Nunes está permanentemente a reinventar-se, a evoluir, a inovar, e isso depois nota-se pelo reconhecimento que alcança, tendo sido eleito, mais uma vez, o clube algarvio do ano”.

Satisfeito com o sucesso do evento está igualmente Steven Sousa Piedade, presidente da Junta de Freguesia do Montenegro, confirmando o peso da atividade do Centro de Ténis de Faro na economia local. “Montenegro gira muito em torno dos estudantes mas ter cá, durante 10 dias, cerca de 400 pessoas, é um balão de oxigénio para o comércio. Mas há que salientar todo o trabalho desenvolvido na introdução de novas modalidades no Algarve, primeiro o Padel, agora o Padbol, que criam fatores de atração à freguesia. O professor Rosa Nunes é assim – ainda não concluiu um desafio, já está a pensar no próximo – e é isso que precisamos para a freguesia, para o concelho e para a região”.

Noticia Algarve Informativo